Ângela Faria de Paula Lima

Nada se torna realidade antes que um dia tenha sido sonho

Textos


MADRUGADA INSONE
 
Na madrugada insone, a memória
Revolve em minha mente as lembranças
E renova em mim as esperanças
Revendo as cenas da nossa história...
 
Quando nas horas mortas o acalanto
Era tão denso quanto a noite escura
E tanto amor, que entre nós dois depura
O sentimento que era puro encanto...
 
Eu me lembro! Bem sei! Faz tanto tempo
Que mesmo essa saudade, um contratempo,
Vem suave e doce como morno abrigo...
 
E ao findar da noite, a madrugada
Traz em minh’alma a paz tão esperada
Que até parece que ainda estou contigo!
 
18/05/2017
Ângela Faria de Paula Lima
 
Interação aos versos postado por ania :
VERSOS DE AMOR(ania) e MADRUGADA DE AMORES (fcunha lima)
http://www.recantodasletras.com.br/sonetos/6001874
 
ÂNGELA FARIA DE PAULA LIMA
Enviado por ÂNGELA FARIA DE PAULA LIMA em 18/05/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (citar a autoria de Angela Faria de Paula Lima-MG). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras